O Que é Melasma? Saiba Tudo Sobre Esta Exigência

melasma tratamento

Como tratar o melasma?

Não há uma única causa definida para o melasma, mas sabe-se que ele está relacionado principalmente à exposição solar, mas também ao uso de anticoncepcionais e algumas outras medicações, fatores hormonais, predisposição genética, algumas doenças (ex: hepatopatias) e à gravidez.

Sua Saúde

O melasma acontece porque o melanócito (célula produtora da melanina) é sensível e reage a diversos estímulos. Pode surgir depois exposição ao sol, calor, estresse, queimaduras, irritações e alterações hormonais. Quando o processo de depilação não é constituído direito, pode fomentar irritação na pele e produzir uma sorte de incentivo aos melanócitos, aumentando a produção de melanina na localidade. No entanto, esse fenômeno é chamado de hiperpigmentação pós-inflamatória, um gênero de de mancha dissemelhante do melasma. A pílula é capaz de intervir a saúde de todo o corpo da mulher, inclusive da pele.

Pele »

Outra boa opção é o Protetor Solar Mousse FPS 50, que protege a pele dos danos causados pela poluição e pela iluminação visível. Sua fórmula conta com Ácido Hialurônico, que estimula a sinopse de colágeno, e Carcinina, com ação antiglicante. Esse protetor solar em mousse foi desenvolvido especialmente para as peles brasileiras e conta com 5 tonalidades adaptáveis. Com textura inovadora, este promove socapa inesperado de imperfeições, poros e rugas. É indicado para toda gente modelos de pele, inclusive e mormente para as peles sensíveis e oleosas.

Qual o hormônio que causa o melasma?

Comum em muitas mulheres, o melasma se manifesta através de manchas escuras no rosto que prejudicam a autoestima, mas, apesar de não ter cura, a doença tem tratamento. “O estresse piora o melasma, certos medicamentos pioram o melasma, certas doenças hormonais pioram o melasma e o sol piora o melasma muito.

Dermatologistas

O Ácido Tranexâmico é um antifibrinolítico que tem sido amplamente utilizado no tratamento de Hipercromias por sua ação inibidora da sinopse de melanina através da redução da atividade da tirosinase. Em um estudo clínico foi avaliada a segurança e eficiência do uso combinado de ácido tranexâmico verbal e tópico no tratamento de melasma. Para isso 25 mulheres portadoras de melasma receberam a formulação oral contendo ácido tranexâmico 3 vezes ao dia e também a aplicação tópica de formulação contendo ácido tranexâmico 2 vezes ao dia durante 8 semanas. O estudo concluiu que o tratamento reduziu a coloração epidérmica e também reverteu as mudanças dérmicas associadas ao melasma. “Logo o paciente faz o tratamento, estaca muito, porém, um dia que fica sem o protetor, a mancha viravolta tudo. Então, o principal do melasma é a proteção solar e essa proteção deve ser metódico”, completa a dermatologista Renata Mangini Ceratti.

melasma tratamento

O que causa o melasma?

Os raios solares estão entre as principais causas do melasma, porém, esse não é o único fator que leva ao surgimento das manchas escuras no corpo. Entre outros, podemos destacar também as alterações hormonais comuns durante a gravidez e a ingestão de pílulas anticoncepcionais.

A Importância Do Dermatologista »

É essencial salientar, entretanto, que o tratamento do melasma continuamente prevê um conjunto de medidas para clarear, estabilizar e impedir que o pigmento volte. Apesar de não doer, e de não trazer graves complicações a saúde, o melasma é uma doença crônica que não possui tratamento, mas que pode ser tratantada com procedimentos adequados. A doutora e fisioterapeuta dermato funcional, Daniela Almeida, explica que a doença pode ser desencadeada pelo calor. “A exposição ao sol e ao vapor de modo geral podem aumentar, o surgimento das nódoas na pele, dentre outras capacidade, como condições hormonais e a predisposição genética. E mesmo que não ter cura para o melasma, é provável fazer o controle com tratamento adequado e acompanhamento continuo com profissional da dimensão ”, comenta Daniela.

Encontre Dermatologistas E Profissionais Associados à Sbd.

A princípio desenvolvido para remoção de sinal, a diferença para os demais é que esse gênero de de laser emite raios muito rápidos, o que possibilita lesar unicamente as células sem lesar o pano confinante. O tratamento só deve ser realizado por dermatologistas ou médicos bastante experientes, porque caso contrário existe o risco de pioramento da mancha. Essa recuperação fracionada da pele resulta em uma reconstituição rápida da epiderme.

  • Desse modo, nos momentos quando a concentração de hormônios femininos no corpo aumenta, o melasma pode deteriorar.
  • As manchas, que aparecem especialmente na área das maçãs do rosto, da testa e do buço, também são causadas pela exposição solar exagerada e sem proteção.
  • O mais utilizado é a hidroquinona que inibe a atividade da tirosinase, enzima importante para a associação de melanina nos melanócitos.
  • Além da emprego sistemática do protetor solar de extenso espectro, o tratamento do melasma inclui o uso tópico de agentes que promovem o clareamento paulatino das máculas causadas pela produção excessiva de melanina.
  • Um dos fatores pelos quais o melasma acomete as mulheres são os hormônios femininos.

“As pessoas pensam que cremes para a pele são inerentemente seguros. Muitos não levam em consideração os possíveis riscos à saúde. É preciso se preocupar com esse classe de atitude”, opina o dermatologista americano Shuai Xu. “A cor da pele deve ser recuperada por um dermatologista, com o uso de produtos autorizados”, diga Alexandroff. A Proeza do Sul tem uma das legislações mais duras sobre o uso de clareadores faciais. Gâmbia, Costa do Marfim e, mais ultimamente, Ruanda, baniram os produtos clareadores que contêm hidroquinona – que reduzem a produção de melanina, porém também provocam danos permanentes à pele. De acordo com a Organização Global da Saúde, 4 entre 10 mulheres na Proeza usam produtos para clarear a pele.

No que refere-se às nódoas na pele, o amido de milho é útil para a preparação de uma máscara. Junte uma separar de sopa de fécula de milho com meia separar de chá de suco de limão e adicione pequeno número de gotas de água quente para fazer a mistura cremosa.

melasma como tratar

O que pode piorar o melasma?

Para tratar o melasma, que é composto por manchas escuras na pele, podem ser usados cremes clareadores, como a hidroquinona ou tretinoína, ou feitos tratamentos estéticos, como laser, peeling químico ou microagulhamento, orientados pelo dermatologista.

Antes de falar dos tratamentos para o problema, que tal apreender de vez o que é melasma? Essa requisito refere-se ao início de manchas hiperpigmentadas, em tons de marrom, podendo surgir Dermsoft mercado livre no rosto e, mas raramente, em outras partes do corpo, como é o caso dos braços e do colo por exemplo. As causas do melasma ainda não estão completamente esclarecidas e são meta de intensas pesquisas na Dermatologia.

A brasileira Dermage completa de lançar a primeira cisteamina aprovada pela Anvisa e com odor neutralizado. “Foram mas de um par de anos de estudo para chegarmos no produto final, pensado principalmente para a pele brasileira. Trouxemos a cisteamina, uma molécula produzida naturalmente nas células humanas, produto do metabolismo da L-cisteína no corpo humano. É um ativo biológico que controla a produção de melanina na pele”, explica Giselle Canavaci, gerente de produto da marca. Vogue apresenta três novidades para prosperar o paisagem das temíveis nódoas escuras que podem aparecer por causa da extensa exposição ao sol ou à luminosidade visível e que também podem estar relacionadas a questões hormonais e genéticas.

O principal da prevenção é evitar a exposição ao sol e constantemente utilizar um bom protetor solar no rosto e demais áreas expostas. A emprego deve suceder diversas vezes ao dia com a objeto de evitar o fomento para produção de pigmento. A aplicação de antioxidantes tópicos como a vitamina C atua como potencializador do filtro solar. Se a persona já apresentou os sintomas ou sabe-se que possui extensa tendência a desenvolver melasma, ela ainda deve conversar com os médicos para, se provável, evitar suplementos anticoncepcionais e reposição de hormônios.

O método, também divulgado como crioterapia, foi considerado eficiente para o tratamento de várias condições relacionadas com hiperpigmentação, como sardas, nódoas marrons, nódoas de fígado e desta forma por diante. Nesta terapia, nitrogênio o líquido é usado para gelar as máculas de melasma.

Que descobrem a gravidez varias pacientes se preocupam com o uso de dermocosméticos que já fazem secção de suas rotinas. A médica recomenda a cessação de todos os produtos e a ida imediata ao consultório. “Alguns têm contraindicação absoluta e outros, relativa. Logo, adequamos os produtos conforme as necessidades da pele, constantemente focando em subida tolerância”, afirmou. Uma indicação para quem possui melasma e usa bastante protetor solar é não negligenciar dos níveis de vitamina D. Por este motivo, é importante manter o acompanhamento com seu médico.

O melasma é caracterizado pelo aparição de manchas escuras no rosto, principalmente na testa e nas bochechas, que pode ocorrer graças a distúrbios hormonais, por exemplo. Essa proteção é forçoso porque como já falamos de antemão, a exposição ao sol, é na maior secção das vezes a culpada pelo surgimento e agravamento das manchas na pele do rosto. Existem diversos fatores que autorizam o aumento das máculas, sendo um deles a radiação solar. Por este motivo, a escolha de um filtro solar com amplo espectro e com FPS maior que 30 se torna essencial para não agravar o entrave.

Para o tratamento em vivenda, ela costuma indicar tratamentos com fórmulas que devem ser modificadas a qualquer três ou quatro meses. Se a pele for protegida do sol, o melasma varias vezes diminui depois da embaraço ou uma vez que parar o uso de anticoncepcional verbal. Pessoas que passam muito tempo no sol têm mas risco de apresentar melasma.

Ocorre devido às grandes transformações hormonais características do momento. Essas alterações podem persistir por 4 a 6 meses após o parto, porém isso não significa que o melasma desaparecerá depois esse temporada. Ele desculpa nódoas escuras na pele, particularmente do rosto, porém deve ocorrer nos braços e pescoço. Ocorre em pessoas geneticamente predispostas, por uma modificação das células (melanócitos) que produzem os pigmentos de cor da pele (melanina).

O tratamento é complexo, contínuo e envolve diversas medidas diferentes. Neste post falaremos sobre todas e cada uma das opções de tratamento do melasma. A cysteamina tópica é uma ótima opção ao tratamento com a fórmula tríplice (hidroquinona, ácido retinóico e corticoide) que é o padrão ouro para o melasma. A associação com laser de pulso rápido e baixa força e microagulhamento, melhora ainda mas os resultados finais. Usualmente, a pele de quem possui tendência ao melasma é bastante sensível e, mesmo com o sol do inverno, deve registrar pioria das manchas.

Como clarear melasma de forma natural?

Máscara antimanchas de melasma: misture duas colheres de leite em pó, 4 colheres de mel de abelha e 2 colheres de suco de limão até formar uma pasta homogênea. Passe no rosto e deixe atuar por 20 minutos. Lave e aplique uma capa de iogurte natural. Deixe atuar por mais 10 minutos e enxágue.

Até mesmo a exposição ao sol por poucas horas pode fazer a hiperpigmentação estrear repetidamente nas áreas tratadas, o que acaba desfazendo os resultados de meses de tratamento. A desculpa mas provável de melasma é uma superprodução do pigmento melanina. A melanina é produzida por células especializadas da pele chamadas melanócitos (consulte Reflexões gerais sobre a coloração da pele). O melasma tende a surgir durante a gravidez (chamado a mancha de gestação) e nas mulheres que tomam contraceptivos orais, embora possa despontar em qualquer pessoa. O distúrbio é mais comum entre pessoas de tez escura e persiste por mais tempo nelas.

Ocorre só uma ligeiro rubor após a emprego, que regride em poucas horas, podendo o paciente empregar o protetor solar e regressar a suas atividades habituais. No final do tratamento as sessões podem ser espaçadas, além de poderem também ser realizadas sessões de manutenção posteriormente. Conforme dados da Sociedade Brasileira de Dermatologia, não há uma causa definida para o aparecimento da quesito. Entretanto, é protegido manifestar que, muitas vezes, o melasma está relacionado à embaraço, ao uso de anticoncepcionais e, especialmente, à exposição solar desenfreada.

Usados apenas à noite, a lascar do término do verão, são receitados numa consulta fácil ao dermatologista. Além da combinação que deixa boa parte da nossa população mas vulnerável, existem hábitos estéticos que favorecem o surgimento de melasma, como aponta Ligia. “Traumatismos constantes como depilação por cera também podem ser uma das causas das manchas espalhadas pela cara, do mesmo modo que esfoliações sem a devida proteção solar”.